Conquistando o mundo

16:56



Os meninos nascidos no Morro do Salgueiro, em São Gonçalo, estão invadindo o mundo. Claudinho e Buchecha acabam de chegar de Portugal, onde foram fazer trabalho de divulgação e lançar o CD com a música “Quero te encontrar”, que já virou sucesso com sotaque lusitano.

“Sempre tivemos vontade de ter uma carreira internacional”, comemora Buchecha.

MÚSICA

“Esta viagem a Portugal parece um sonho. Em junho vamos voltar para fazer shows, e temos convites para cantar na Argentina, Alemanha, México e Japão”, continua o compositor. 

A musica brasileira invadiu Portugal. Os dois tiveram uma recepção maravilhosa e aproveitam para assistir aos shows dos conterrâneos que se apresentavam por lá: Banda Eva, Gal Costa, Banda Cheiro de Amor, Martinho da Vila e Vinny.



No Brasil, o terceiro disco da dupla, Só Love, está chegando a marca de 1 milhão de cópias vendidas.

“Mais uma vez tivemos um trabalho bem aceito. E sem mudar nosso estilo. Continuamos fazendo funk com pitada pop e conseguimos agradar a todas as faixas etárias, inclusive crianças e idosos”, lembra Buchecha.

Responsável pelas composições da dupla, esse ariano de 24 anos se prepara para estrear como pai daqui há dois meses, quando sua mulher, Rosana, vai dar a luz ao primeiro filho do casal, Clauce Jr.

“Sei que o momento é perigoso, principalmente para quem tem vida publica, mas a felicidade de ser pai ainda é maior do que o medo. É um orgulho muito grande, uma sensação grandiosa. E sei que vai mudar muito minha vida. Vou ficar mais responsável, pensativo.”

O companheiro Claudinho curtiu a experiência de ser pai em dezembro, quando a mulher Vanessa lhe deu uma filha Andressa, como presente de Natal.

“Foi a maior emoção da minha vida”, conta.

Na verdade os dois não se cansam de agradecer a Deus por ter transformado a vida dos dois de forma tão radical. Buchecha lembra que há três anos os dois trabalhavam como office-boy.

“Hoje, estamos dando os primeiros passos numa carreira internacional. Claro que a gente tem que pagar um preço por isso. Não podemos, por exemplo, ir ao supermercado e, no momento estamos mais atentos do que nunca por causa dessa onda de sequestros, Sei que não posso sair para fazer coisas simples, como escolher minhas próprias cuecas, mas por outro lado, tive a alegria de poder ajudar minha família a melhorar de vida.”

Os dois convivem bem com o sucesso. No pouco tempo livre que conseguem ter, Buchecha adora jogar sinuca e totó enquanto Claudinho não dispensa uma boa partida de futebol.

Morando agora na Ilha do Governador, Claudinho garante que eles adoram dar autógrafos em qualquer ocasião, mesmo que sejam interrompidos enquanto estão jantando.

“O sucesso é bom demais. Me deu a possibilidade de ser o chefe da minha família, e me sinto muito importante por isso, além, é claro, de ter permitido conhecer novas pessoas, outras culturas e com isso aprender muita coisa. Claro que perdemos um pouco da nossa privacidade, mas perto de tudo o que conquistamos isso não é nada.”

Créditos: Ana Gaio – Fotos: Márcio de Souza – Ano 1999


"Este texto não reflete, necessariamente, a nossa opinião. 
Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contatoSerão prontamente removidas".

You Might Also Like

0 comentários

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases