Fundação da APAFUNK

20:33

Baseada nas idéias do MC Leonardo:

"Já me falaram várias vezes que a unificação não daria certo e que já houve várias tentativas, mas ninguém trouxe uma alternativa. O funk precisa de união para ser mais reconhecido e valorizado. Enquanto o axé, por exemplo, consegue patrocinadores para os eventos, o funk não pode, porque não é reconhecido como patrimônio musical e nem cultural. Com a associação nós vamos regularizar a situação dos DJs, do plágio, limites para a pornografia. Um baile com o logotipo da APAFUNK será respeitado", explica o MC.

De agora em diante os profissionais e amigos do funk de todo o Brasil terão uma associação para defendê-los.

Foi fundada no dia 10/12/2008 no SEPE, Centro do Rio de Janeiro, a Associação dos Amigos e Profissionais do Funk (APAFUNK), com a presença de mais ou menos 50 pessoas envolvidas direto ou indiretamente no movimento. Um dia histórico para a categoria!

Deley de Acari, ofereceu a associação um Estatuto que seguirá como base para as demandas, Guilherme Pimentel o jurídico do grupo, incumbiu-se da leitura do mesmo e algumas poucas alterações serão implementadas. Todos presentes (sócios-fundadores) concordaram com os termos. Uma cópia do Estatuto será enviada a cada potencial associado.

Depois de tudo resolvido, decidimos que as diretorias seriam formadas por associados presentes eleitos em Assembléia extraordinária que aconteceu no mesmo dia. Seguem os diretores e seus respectivos cargos:




Pingo, Mano Teko, Leonardo, Alex, Liano, Tiana e Wandinho



Presidente
: MC Leonardo

Vice Presidente: Mano Teko

1º Secretário: MC Pingo

2º Secretário: MC Tiana

1º Tesoureiro: MC Alex

2º Tesoureiro: MC Wandinho

Conselho Fiscal: DJ Marcelo Negão, MC Lasca e MC Liano

Agora é começar o trabalho a favor do funk, lembrando que ainda estamos esperando a votação da Lei que definirá o funk como Movimento Cultural.

Interessados em participar da APAFUNK, por favor deixar um email para contato.

You Might Also Like

11 comentários

  1. sou Dj e estou interessado em conhecer mais sobre o trabalho da APAFUNK. Onde fica a sede de vcs?
    meu e-mail é adrianobrito@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. estou querendo saber mais sobre o trabalho de vocês fiquei muito feliz em saber que esiste pessoas que não ficam de braços cruzados e vão a luta .

    ResponderExcluir
  3. Adriano tentei mandar um email com nossos projetos e contatos mas voltu.

    ResponderExcluir
  4. Eu acredito mo movimento que milito desde os 8 anos de idade.
    O APA/FUNK, é a continuação de uma gurra longa por um espaço que é nosso, como todo movimento de favelados e negros são discriminado
    o funk não é diferente.
    Eu tenho a obrigação de untarme aos meus irmão para levar o funk da favela e do morro para o bloco cultural deste país.
    Anderson Silva PDT-rio.
    MC'Derson de sta cruz!!

    ResponderExcluir
  5. Anderson Silva, obrigada por suas palavras e sua visita!
    Toda ajuda e militancia, serão muito bem vindas!
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela iniciativa...o Movimento Funk necessitava de uma organização para "limparmos" o funk brasileiro...conte comigo nessa briga contra o preconceito e por um funk melhor e mais respeitado!
    dj_djgugu@hotmail.com
    Abraços do big mini

    ResponderExcluir
  7. vcs estão de parabens........abraços

    ResponderExcluir
  8. Chega de preconceito! A música é uma manisfestação cultural independente do ritmo.Vale a iniciativa.Ana Paula

    ResponderExcluir
  9. Tenho 30 anos e desde meus 15 anosde idade acompanhei os bailes Funks em Nova Friburgo. Vi mais de 100 mcs diferentes cantarem aqui. Alguns shows marcaram como Marcio e Goró, Wilian e Duda, Coelho e Dinho, Tiano e Menor, Catra, Claudinho e buchecha, Cidinho e Doca, Marcinho, Junior e Leonardo, Ailton e Binho, Vinicius e Andinho, Amilkar e chocolate, Marcio do cacuia, Tiê e Playboy, e outros. Infelizmente não vi teco e Buzunga que pra mim era uma das melhores duplas. Mas ai vem essa porra de grupinhos, saradinhos, bonde do num sei o que, gaiola de num sei o que lá... isso pra mim mudou o funk. Até alguns mcs da antiga aderiram essa "merda". O Verdadeiro funk era aquele antigo, como rap do ABC, rap da morena, mensageiro do amor etc. Um rap muito foda é "imaginação" de Luiz clauio e cacau. Mas é isso, saudades daquela época, enfim!!! Saudações, Gerson Boy. (Gersim) Nova Friburgo.

    ResponderExcluir
  10. SOU AQUI DE FORTALZA-CE ESTAMOS NOS UNINDO AQUI TAMBEM...PRA FORTALECER GERAL AÍ DO RIO. TAMO JUNTO

    mctacodasilva@hotmail.com

    TACO PANCADÃO

    "UNIDOS SOMOS MAIS, E CRECEREMOS JUNTO EM PROL DE UN FUNK JUSTO E LIVRE DE PRECONCEITOS, HOJE TODOS GOSTAM E O QUE FALTAVA CHEGOU ATITUDE E CORAGEM DE FALAR EM PROL DO MOVIMENTO..."

    OBRIGADO E TAMOS AQUI PRA SOMAR, VOU LIDERAR O MESMO MOVMENTO AQUI COM NOSSOS ARTISTAS TAMBEM....OK

    TAMO JUNTO MERMÃO!!!!

    ResponderExcluir
  11. PARABÉNS PELA INICIATIVA! SOU DO RN E FAÇO ALGUNS SONS DE FUNK TAMBÉM, E SEMPRE DEFENDI UMA ORGANIZAÇÃO POR PARTE DE QUEM AMA O MOVIMENTO FUNK E O CONSIDERA UM MOVIMENTO CULTURAL.
    MCCHACA@HOTMAIL.COM.BR

    ResponderExcluir

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases