MC Playboy no filme que fala sobre o Complexo do Alemão

14:12

Cineastas portugueses levam para o cinema o dia a dia do Alemão



José Augusto Francisco saiu de Campina Grande, na Paraíba, em 1950, com apenas 14 anos. Ao chegar ao Rio, foi ao cinema pela primeira vez. Só voltou agora, mais de 50 anos depois para se ver na tela grande. Atualmente, aos 74 anos, é um dos moradores mais antigos do Complexo do Alemão. Seu Zé, como é conhecido, é um dos quatro personagens do documentário “Complexo: Universo Paralelo”, feito pelos irmãos portugueses Mário e Pedro Patrocínio, que decidiram dar espaço à comunidade da Zona Norte.

Sob muita desconfiança, o filme começou a ser feito em 2005. Dois anos depois, Mário e Pedro se mudaram para o Alemão e começaram a gravar as entrevistas. A ideia era mostrar a comunidade não apenas pela visão da violência.

Para Seu Zé, a vida no Alemão, palco dos maiores confrontos entre policiais e traficantes nos últimos anos, é um “lugar tranquilo”:

Aqui, não tenho problema com violência. Ando por onde eu quero, todo mundo me conhece. Claro que, de 30 anos para cá, os conflitos aumentaram, muita gente morreu, mas nós procuramos viver normalmente.

MC Playboy, outro entrevistado do longa-metragem, também faz parte da história da comunidade. Há 20 anos, o ex-feirante e camelô decidiu começar a colocar no papel as letras dos funks que cantava pelas vielas da comunidade. Em 2004, seu caminho cruzou com os de Mário e Pedro, durante a gravação de um de seus clipes.

Nos conhecemos e embarquei na ideia deles de fazer o filme. Precisava mostrar que o Alemão não é só arma, tiro e morte, que a favela tem pessoas que podem fazer diferença, mas o que falta aqui é oportunidade — disse MC Playboy.

O terceiro personagem do filme é o tráfico de drogas. A rotina dos bandidos é explicada nas entrevistas aos irmãos Mário e Pedro Patrocínio.



A gente ganha muito dinheiro, mas não pode sair daqui — conta um dos traficantes, durante um trecho do longa-metragem.

A equipe de filmagem chegou a testemunhar um dos momentos de maior violência no Alemão. Em junho de 2007, 19 homens, entre eles alguns dos traficantes entrevistados para o filme, morreram numa operação que reuniu 1.350 policiais civis, militares e soldados da Força Nacional. Segundo a Secretaria de Segurança, as vítimas seriam ligadas ao tráfico.

MC Playboy lamenta que o governo apareça na favela, na maioria das vezes, apenas para combater a violência:

Queria que as pessoas pudessem ver no filme crianças brincando em parques, campos de futebol, mas infelizmente as brincadeiras são em valas. Quase não tem lugar para eles se divertirem no Alemão.

Dona Célia, a quarta personagem, é a figura que mais marcou o diretor do filme, Mário Patrocínio. A dona de casa mora em uma casa com apenas um cômodo e vive de catar latas de alumínio e restos de alimentos numa feira. Sustenta oito filhos e um marido, que está desempregado.

Mas, apesar das dificuldades que enfrenta, não reclama da vida. Fala da miséria sem tirar o sorriso do rosto.

Tudo que é material fica aqui depois que a gente morrer — disse Dona Célia.

Mário contou que os problemas para finalizar o filme foram enormes, mas histórias como as de Dona Célia deram o estímulo necessário para levar o projeto adiante.

Vendi meu carro, computador, não conseguia patrocínio, mas encontrei a força necessária nessa personagem — explicou o diretor.

Veja o trailler aqui

Clique para aumentar

Clique para aumentar

Créditos: Raphael Lima - Editor: Eduardo Auler Jornal Extra/RJ

"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contato. Serão prontamente removidas".

You Might Also Like

0 comentários

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases