Alex MPC se equilibra entre inovações e proibidões

17/05/2010 | comentários: 0

Alex MPC pede licença. Ele quer fumar. O prodígio do funk deixa o estúdio, improvisado num dos quartos do seu pequeno apartamento, em Vila Valqueire, e acende um cigarro na área externa, encostado na máquina de lavar. Depois de uma longa tragada, fumaça e desabafo saem juntos de sua boca.

- Eu queria experimentar novos sons, mas às vezes isso parece muito complicado dentro do funk. Me sinto um pouco preso - conta ele, antes de apagar o cigarro e brincar com o filho, Gabriel, de quatro anos. - Queria parar de fumar também.

Aos 28 anos, Alex vive um momento de alta ansiedade. Por causa da sua capacidade como produtor e da incrível habilidade no instrumento que adotou no nome artístico, ele é considerado uma das grandes esperanças de renovação do funk (veja Alex em ação) .

- O Alex é incrivelmente talentoso - diz Fernanda Abreu, admiradora confessa. - Eu fico impressionada com a facilidade com que ele faz as programações na bateria eletrônica.

Continue lendo aqui:O Globo

Créditos: Carlos Albuquerque

"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contato. Serão prontamente removidas".