Grandmaster Raphael quer oxigenar o funk

18:40


Em palestra no Red Bull Station, o DJ contou detalhes dos bastidores da ascensão do funk no Brasil



O DJ carioca Grandmaster Raphael conduziu uma retrospectiva do funk no Brasil durante sua palestra no Red Bull Music Academy Festival, na Red Bull Station, em São Paulo. Ele lembrou histórias e compartilhou com o público a perspectiva de quem viveu o surgimento e a evolução de um dos movimentos mais importantes da música popular brasileira.

Raphael falou das dificuldades no início dos bailes, nos anos 1980, principalmente do desafio para conseguir equipamentos de qualidade, como baterias eletrônicas, mixers e vinis. 

"Ouvíamos aquele bumbo grave do miami bass, queríamos fazer igual, mas não sabíamos como", lembrou Raphael. 
"Quando descobrimos que aquilo era feito com uma [bateria eletrônica] Roland TR-808, ela já tinha saído de linha."

Tudo mudou com o lançamento, em 1988, da faixa Volt Mix, do DJ Battery Brain, e de uma versão "genérica" de um mixer da Numark que vinha equipado com sampler, que permitiu que os DJs cariocas tocassem a base da Volt Mix, feita originalmente com uma TR-808, junto com outras samples. Isso causou uma explosão no Rio de Janeiro. Até sample de videogame foi usada, e finalmente o "caldo engrossou", nas palavras do Grandmaster. A partir daí, os sons gringos foram perdendo espaço.

Raphael lembrou a violência dos bailes e de como os proibidões nasceram, depois de as festas terem sido vetadas nos clubes e se deslocarem para as comunidades. Presente na plateia, o veterano MC Galo da Rocinha deu canja, cantando letras sobre o cotidiano violento dos morros cariocas. 

Grandmaster falou ainda sobre a polêmica do aumento de BPMs nas atuais produções do Rio ("toco música que gosto"), a suma importância de MCs mulheres na história do funk (Tati Quebra-Barraco invadindo a Zona Sul, MC Sabrina, entre outras), e o mérito da nova geração de produtores e MCs paulistas ao injetar nova vida no gênero. 

"Precisamos oxigenar o funk!"

Créditos: 
Texto - Marcos Couto 
Foto:  Patrícia Araujo 

"Este texto não reflete, necessariamente, a nossa opinião. 
Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contatoSerão prontamente removidas".

You Might Also Like

0 comentários

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases