Funkódromo deve ficar pronto até o fim do ano

18:47

Clique na imagem para ampliá-la

Prefeitura do Rio já estuda o projeto e as datas para as obras, que poderão ser feitas no Santo Cristo ou na Gamboa

Rio - Os funkeiros do Rio podem comemorar. Como noticiou nesta terça-feira a coluna ‘Informe do DIA’, o prefeito Eduardo Paes sancionou o projeto de lei do vereador Luiz Carlos Ramos (PSDC) que cria um espaço para o funk no Centro do Rio. Segundo o vereador, o Funkódromo pode ficar pronto até o fim do ano e terá um centro cultural.

“A finalidade é dar espaço aos cidadãos que contribuem para a nossa cultura. Queremos que as apresentações de funk não se limitem apenas aos morros, mas que tenham também um local próprio”, explicou o vereador.

O idealizador do Funkódromo é Lezon Fernandes, 46 anos, dono da Lezon Funk Brasil, produtora que revela talentos do ritmo no Rio. “A ideia do espaço surgiu quando fui à Feira de São Cristóvão e imaginei um local como aquele só para o funk. Apresentei o projeto para o vereador e ele gostou. Quando foi aprovado pelo prefeito, fiquei realizado. Será um centro cultural, com lugar para os antigos e novos talentos do funk”, planeja Lezon.

Ainda em estudo, a localização seria central. “Estamos trabalhando para ser no Santo Cristo ou na Gamboa, perto da Cidade do Samba. Estamos negociando o espaço com a prefeitura”, afirma. A prefeitura confirma que o Funkódromo vai sair do papel, mas o projeto e a data ainda estão em estudo.

Polêmica em Parada no Centro

Em outubro passado, houve grande polêmica para realização do Rio Parada Funk na Avenida Presidente Vargas, perto da Candelária. Depois de impor limite de volume, o Iphan proibiu o evento na Avenida Rio Branco, no entorno da Cinelândia, como programado pela organização.

A cantora Valesca Popozuda reivindica atenção ao ritmo: “O funk precisa ser reconhecido como cultura e ser tratado como tal. Para isso, precisamos de projetos, leis e incentivo dos órgãos públicos”.

Segundo a funkeira Verônica Costa, cerca de 400 bailes funk acontecem por semana no estado. Para ela, toda iniciativa que possa incentivar o funk do ‘bem’ é valida.

Créditos: O Dia

"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contato. Serão prontamente removidas".

You Might Also Like

0 comentários

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases