Grande Méier demorou, mas abalou

19:56


Novos grupos de ‘rap’, ‘funk’ e ‘charm’ surgem no bairro e fazem sucesso nas rádios cariocas.

“Se liga minha gente nós vamos contar, é o Grande Méier que chegou para abalar”. 



Conhecido como um dos mais importantes centros comerciais da Zona Norte, o Méier revela agora o seu lado Funk, Rap e Charm. Terceiro no ranking de formadores de MCs do Rio de Janeiro – perde apenas para a Rocinha e Cidade de Deus – o bairro mostrou neste semestre mais duas novas duplas: Vitor e Gilvan, e as meninas Lú e Dú.

Há mais tempo batalhando na estrada do rap – um ano e meio – a dupla Vitor e Gilvan se prepara para gravar o primeiro disco solo até o fim do ano. Conhecidos no meio musical com os sucessos “Lembrança”, “Sonho sem fim” e “Sereia”, os dois agora também são produtores de novas parcerias, como as meninas Lú e Dú.

“- Eles são os nossos padrinhos do rap. Nosso primeiro sucesso, “Amor amigo”, está começando a tocar nas rádios agora e foi um presente deles. No segundo semestre, vamos gravar com eles a música “Perdão””, conta Luciene Andrade, de 16 anos, a Lú.

Mas não são só as musicas que unem as duas duplas. Os shows, geralmente apresentados em parcerias, também fazem parte da vida dos jovens Masters of Cerimonies e podem render um bom dinheiro no fim do mês. Com uma média de quatro shows marcados por mês, a dupla Lú e Dú chega a embolsar R$2.400 mensais, enquanto a dupla Vitor e Gilvan, mais conhecida no mercado, pode chegar a render até R$4 mil por mês.

“- O valor dos cachês geralmente depende da bilheteria, mas nunca tivemos casa vazia” – diz Gilvan.

O sucesso do rap suburbano acabou abrindo espaço para o charm do Méier. Uma das mais conhecidas charmeiras do bairro é a loura Monique. Com mais três amigas, ela se apresenta em bailes do Sport Clube Mackenzie todos os sábados, e acabou sendo beneficiada pelos sucessos de Lú e Dú.

“- O estilo de música é bem diferente, mas o publico é o mesmo. Elas acabaram abrindo mais espaço para as novas parcerias” – explica Monique.

Mas as novidades dos estilos não param por aí. Segundo Gilvan, até o fim do ano, pelo menos mais cinco duplas devem fazer sucesso na área di Grande Méier. De acordo com ele, o aparecimento dos nos novos MCs acontece porque os clubes da região dão bastante espaço para os bailes.

“- No ano passado não era assim, mas parece que o preconceito acabou, Hoje, temos pelos menos três bailes por semana só na área do Méier” – conclui.

Músicas:

Sereia 

A dois


Matéria - 1996 - Créditos Foto: Jornal Funk Mania 

"Este texto não reflete, necessariamente, a nossa opinião. Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contatoSerão prontamente removidas".

You Might Also Like

0 comentários

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases