MC Sapão

15:13


Nascido e criado no Complexo do Alemão, o funkeiro que estará em três festas de réveillon conta como virou o ‘preferido da playboyzada’




Dia 28 de novembro, Jefferson Fernandes Luiz, o MC Sapão, viajou de Minas para Brasília. Seria apenas mais uma etapa da maratona de shows que faz parte de sua agenda nos fins de semana. Entre embarque e desembarque, no entanto, ao ligar o celular, começaram a pipocar ligações. Eram parentes dando noticias sobre a ocupação do Complexo do Alemão, onde o cantor nasceu e foi criado.

“— Não sou conivente para dizer que tenho pena do traficante que morreu. Fico triste, sim, em ver que o cara optou por uma vida errada, que não teve oportunidade de crescer. A maioria é parente, mano. Mas minha visão é de cidadão carioca” — deixa claro o MC de 32 anos, que saiu de Nova Brasília uma das 13 favelas do complexo, aos 21, e hoje mora na Tijuca.

Semana passada, ele foi surpreendido por outra noticia que abalou a massa funkeira: os MCs Ticão, Frank, Smith e Max foram presos sob acusação de apologia ao tráfico de drogas no Alemão. Sapão, que os conhece de longa data, não se sente muito à vontade para criticar o caso. Mas aproveita para mandar um recado:

“— Para o artista dar certo, é preciso ter dom, talento e perseverança. O funk é um movimento cultural que arrasta multidões, formamos opinião. Portanto, é preciso ter cuidado com a mensagem que passamos”.

O MC aprendeu com os próprios vacilos. Aos 18 anos, ele foi acusado de exaltar o crime em proibidões e acabou passando oito meses no Complexo Penitenciário Frei Caneca.

“— Fui detido dia 9 do 9 de 1999 E fu solto por falta de provas e pela justiça de Deus — acredita — Foram meses difíceis, de depressão, que guardo como experiência de vida. As vezes, estava boladão, chorando e me pediam para cantar em dia de sexta-feira. Assim, fiz o meu  primeiro sucesso dentro da prisão, “Eu sei cantar”.

A grande virada velo mesmo em 2006, quando lançou o hit “Tô tranquilão”, que desde então faz parte do set list de bailes de 15 anos no Copacabana Palace, de celebrações de empresas e, já que estamos no fim do ano, de festas de réveillon. Dia 31, ele cantará em três: no Costa Brava, no Jóquei e em Búzios. Na hora da virada, ele deve estar dentro da van brindando com a equipe.

“— Antes eu era um Sapão mais favela, mais neurótico. E com músicas de maior harmonia, como “Tô tranquìlão”, acabei virando o preferido da playboyzada.” 

Musicas:

Diretoria 

To Tranquilão

Créditos: Joana Dale - Ano: 2010 – Foto: Camila Maia


"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contatoSerão prontamente removidas".

You Might Also Like

0 comentários

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases