Bailes funk são cancelados na Rocinha devido à ocupação

03:59

Gringos dançam até o chão no baile funk do Emoções, na Rocinha. Baile foi suspenso

RIO - Pelo menos dois bailes funk foram cancelados na Rocinha devido à ocupação da comunidade pela polícia neste fim de semana. O Baile da Favorita, que aconteceria nesta sexta na quadra da Acadêmicos da Rocinha, foi transferido às pressas para o Clube Monte Líbano. Já o baile do Emoções, que acontece há 20 anos na favela, foi cancelado.

Até aí, tudo bem, para garantir a segurança dos frequentadores. Mas, o importante é que, após a instalação da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), os bailes voltem a rolar, diferentemente do que aconteceu em algumas comunidades pacificadas, como Santa Marta, onde até hoje é proibido. Apesar disso, festas de playboys continuam a acontecer na quadra do morro em Botafogo, como a que terminou em briga no último sábado (12).

A promoter Carol Sampaio, responsável pelo Baile da Favorita, garante que, a partir de dezembro, o evento voltará a ser na quadra da escola de samba da Rocinha. As atrações desta sexta MC Marcinho, Naldo, Marcio G e Os Avassaladores estão confirmadas para o Monte Líbano.

- Mudamos o local apenas para a edição de hoje, pois seriam 2 mil pessoas movimentando o bairro, quando a orientação é que o entorno esteja livre - explica a promoter, que tomou a decisão após a prisão do traficante Nem. - Até ontem, íamos fazer lá, porque não havia nada que falasse contra. Mas, mês que vem, voltamos para lá.

MC Leonardo, presidente da Associação de Amigos e Profissionais do Funk (Apafunk) justifica o cancelamento do baile do Emoções neste fim de semana.

- Esse fim de semana não vai ter nada, pois está todo mundo muito tenso. A ação da polícia tem que ser respeitada nesse momento. Os policiais estão tão tenso quantos os moradores. O momento é de torcer para que os policiais entrem ali e ninguém saia ferido. A Rocinha não precisa de tráfico para nada. Tem 7 mil estabelecimentos comerciais legais, e o baile funk é uma forma de manter a comunidade unida - diz Leonardo.

O MC também espera que o baile mais antigo do Rio continue a rolar no Emoções, após a instauração da UPP:

- Já estive conversando com o Coronel Robson, que vai me apresentar ao comandante da UPP. Não há por que acabar com o baile, que tem autorização dos bombeiros para funcionar. Comecei minha carreira lá e minha vida foi toda lá. Não vou deixar esse baile acabar.

Créditos: Eduardo Naddar - O Globo

"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contato. Serão prontamente removidas".

You Might Also Like

0 comentários

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases