Homenagem ao Funk

05/08/10 | comentários: 2

Assim como dia 1º de Setembro é um dia importante para o funk, porque é a data onde comemoramos o seu reconhecimento como MOVIMENTO CULTURAL, dia 05 de Agosto também é porque ficou conhecido como o Dia Nacional do Funk. Historicamente falando, essas datas sempre ficarão registradas na vida de todos os funkeiros e o funk merece quantas datas forem preciso para registrar toda sua história.

Como todo texto que crio, fico horas escrevendo, mudando, consertando, apagando e como sou fã de contos e uma eterna sonhadora, comecei a criar uma historinha em minha cabeça imaginando o funk como uma pessoa de carne e osso.

Todo “ser humano” precisa de um corpo. Então pensei no seu rosto, olhos, nariz, boca, altura, no seu jeito, na sua personalidade, voz, atitude.... E claro, na sua beca especial.

Uma boa história precisa de um lugar e um clube enorme foi o escolhido e está todo estilizado com fotos desde quando funk era apenas um bebê, um telão, um palco enorme, (o sonho de qualquer MC), uma aparelhagem de causar inveja a todos os DJ’s presentes, uma cadeira linda e pomposa.

Para sentar nesta cadeira é preciso subir três degraus, de cima dela se vê todo o clube, (nada passa despercebido), está em uma posição privilegiada para ver o melhor ângulo do telão.

Então o funk chega ao clube e rapidamente é convidado para subir no palco. Como rei senta na cadeira típica dos maiores nobres de toda a história. Confessa que não se sente muito à vontade, porque gosta mesmo é de se esbaldar no meio do povão, mas entende que naquele momento é preciso. Um MC pega o microfone e junto com o DJ, começam uma belíssima homenagem.

De cima do palco, revê sua história que passa no telão. Os organizadores colocam "somente" suas vitórias, porque o momento é de felicidade e falar das maldades feitas a ele não seria de bom tom. Aos poucos as imagens vão mexendo com seus sentimentos, sua alma é tomada por um mix de alegria e emoção. A platéia presente, aos gritos, compartilha dos mesmos sentimentos e o clube se enche com a força desta energia.

A homenagem termina e com lagrimas nos olhos ele pede o microfone. Agradece a cada um presente com a simplicidade única que só um guerreiro como ele é capaz de ter. Em seu discurso carregado de emoção ele nos diz que seu futuro, será feito encima de vitórias, que é preciso criar alicerces tão fortes que maldade ou preconceito algum possa sequer o balançar e brinca:

"Quero sentir apenas o balanço que vem das caixas das equipes de som, das montagens dos DJs e do canto dos MC's".

A platéia delira e ele continua:

A minha maior emoção é olhar para todos os rostos e reconhecer cada um dos meus milhares de filhos, netos, bisnetos, tataranetos.... presentes aqui. Vocês alimentam a minha vida, em minhas veias o sangue faz scratch, estou vivo na voz dos MCs. Meu coração pulsa como um tamborzão”, ele entrega o microfone.

A platéia bate palmas durante vários minutos, o baile explode em fogos e a melhor festa do mundo corre noite adentro.

Assim o funk é homenageado no dia 05 de Agosto.

Depois de resumir essa história aqui para vocês eu pensei: Como dar um rosto para o funk? Como criar um jeito, uma voz, uma roupa, etc. Sem ser injusta com tantos funkeiros que fazem parte deste "corpo"? Foi então que o óbvio veio a minha cabeça, não preciso criar nada, as letras por si só expressam tudo que nós funkeiros gostaríamos de dizer e tudo o que ele de fato é, independente dos seus altos e baixos.

Depois de muito pensar, resolvi colocar aqui algumas das letras e assim concluir nossa homenagem.


Funk-se quem quiser MC Dollores
Pra quem não conhece o funk
é com muito prazer
que eu me apresento
agora pra você.
Sou a voz do morro,
o grito da favela
sou a liberdade,
em becos e vielas.
Deixa o meu funk entrar
Funk-se quem quiser
ao som do funk eu vou
seja o que Deus quiser.
Felicidade sim,
eu quero é ser feliz
sem discriminação
este é o meu País
Muitos me condenam,
mas nada me assusta.
Eu sou brasileiro
e não desisto nunca.
Sou da sua raça
sou da sua cor,
sou o som da massa
sou o funk, eu sou!

Rap do Silva MC Bob Rum
Todo mundo devia nessa história se ligar
Porque tem muito amigo que vai para o baile dançar
Esquecer os atritos, deixar a briga pra lá
E entender o sentido quando o DJ detonar
(Solta o Rap DJ)

Era só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família
É só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família

Era um domingo de sol, ele saiu de manhã
Pra jogar seu futebol, deu uma rosa para irmã
Deu um beijo nas crianças, prometeu não demorar
Falou para sua esposa que ia vim para almoçar

Porque Era só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família
É só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família

Era trabalhador, pegava um trem lotado
Tinha boa vizinhança, era considerado
E todo mundo dizia que era um cara maneiro
Outros o criticavam porque ele era funkeiro
O funk não é modismo, é uma necessidade
E pra calar os gemidos que existem nesta cidade
Todo mundo devia nessa história se ligar
Porque tem muito amigo que vai para o baile dançar
Esquecer os atritos deixar a briga pra lá
E entender o sentido quando o DJ detonar

Mas Era só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família
É só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família

E anoitecia, ele se preparava
E pra curtir o seu baile que em suas veias rolavam
Foi com a melhor camisa, tênis que comprou suado
E bem antes da hora, ele já estava arrumado
Se reuniu com a galera, pegou o bonde lotado
Os seus olhos brilhavam, ele estava animado
Sua alegria era tanta ao ver que tinha chegado
Foi o primeiro a descer e por alguns foi saudado
Mas naquela triste esquina um sujeito apareceu
Com a cara amarrada, suando, estava um breu
Carregava um ferro em uma de suas mãos
Apertou o gatilho sem dar qualquer explicação
E o pobre do nosso amigo que foi pro baile curtir
Hoje com sua família ele não irá dormir

Porque Era só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família
É só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família

Naquela triste esquina um sujeito apareceu
Com a cara amarrada, suando, estava um breu
Carregava um ferro em uma de suas mãos
Apertou o gatilho sem dar qualquer explicação
E o pobre do nosso amigo que foi pro baile curtir
Hoje com sua família ele não irá dormir

Mas só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família
É só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família
Era só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família
É só mais um Silva
Que a estrela não brilha
Ele era funkeiro mas era pai de família

Hino do Funk
Por ter surgido comunidades carentes
O nosso movimento e perseguido injustamente
Mais esse mesmo movimento ganha força
E leva alegria a milhões de jovens por todo país
Assim e o Funk
Juntos vamos canta
Juntos nos liberta
Eu sei que a nossa estrela vai brilha
Juntos vamos canta
Juntos nos liberta
Não deixe a nossa chama se apaga
Nós só queríamos dizer
O quanto dói no coração
Saber que estão fechando
Os nossos bailes por discriminação
Também queremos convoca
A massa funkeira união
Sair as ruas protestando
O nosso direito a diversão
Por que espera se podemos muda
Funkeiro pendure a bandeira da paz
Que o funk unido não perdera jamais
Por que espera se podemos tenta
Funkeiro mostra a nação que
O movimento funk não e violência não
Juntos vamos canta
Juntos nos liberta
Pois sei que a nossa estrela vai brilha
Juntos vamos canta
Juntos nos liberta
Não deixe a nossa chama se apaga
A violência se vê
Jornais e televisão
Ou com fome e miséria
Nossas crianças
Não querem isso não
Nossa tristeza e canta
Expressa os sentimentos
Romper barreiras com a voz
Alivia os sofrimentos
Por que espera se podemos muda
Funkeiro pendure a bandeira da paz
Que o funk unido não perdera jamais
Por que espera se podemos tenta
Funkeiro mostra a nação que
O movimento funk não e violência não
Juntos vamos canta
Juntos nos liberta
Pois sei que a nossa estrela vai brilha
Juntos vamos canta
Juntos nos liberta
Não deixe a nossa chama se apaga
Juntos sobre a mesma emoção
Juntos vamos nos unir somos todos irmãos
Pois sei que a nossa estrela vai brilha
Juntos com os sentimentos verdadeiros
Juntos dedicamos esse hino
Não deixe a nossa chama se apaga
A todos os funkeiros

Rap Da Felicidade Cidinho e Doca
Eu só quero e ser feliz
Andar tranquilamente
Na favela onde eu nasci
É...
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem o seu lugar
Fé em Deus DJ

Eu só quero e ser feliz
Andar tranquilamente
Na favela onde eu nasci
É...
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem seu lugar

Mas eu só quero
E ser feliz, feliz, feliz, feliz, feliz
Onde eu nasci
Ham
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem o seu lugar

Minha cara autoridade já não sei o que fazer
Com tanta violência eu tenho medo de viver
Pois moro na favela é sou muito desrespeitado
A tristeza e a alegria que caminha lado a lado
Eu faço uma oração para uma santa protetora
Mas sou interrompido a tiros de metralhadora
Enquanto os ricos moram numa casa grande e bela
O pobre é humilhado esculachado na favela
Já não aquento mais essa onda de violência
Só peço autoridades um pouco mais de competência

Vamos lá
Vamos lá

Eu só quero e ser feliz
Andar tranquilamente
Na favela onde eu nasci
É...
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem seu lugar

Mas eu só quero
E ser feliz, feliz, feliz, feliz, feliz
Onde eu nasci
É...
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem o seu lugar

Diversão hoje em dia não podemos nem pensar
Pois até lá no baile eles vem nós humilhar
Ficar lá na praça que era tudo tão normal
Agora virou moda violência no local
Pessoas inocentes que não tem nada haver
Estão perdendo hoje o seu direito de viver
Nunca vi cartão postal que se destaca uma favela
Só vejo paisagem muito linda e muito bela
Quem vai pro exterior da favela senti saudade
O gringo vem aqui e não conhece a realidade
Vai pra zona sul pra conhecer água de cocô
E pobre na favela vive passando sufoco
Trocaram a presidência uma nova esperança
Só o fim da tempesdade agora eu quero abonança
O povo tem a força só precisa descobrir
Se lá eles não fazem nada faremos tudo daqui

Quero ouvir

Eu só quero e ser feliz
Andar tranquilamente
Na favela onde eu nasci
É...
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem seu lugar

Eu

Eu só quero
E ser feliz, feliz, feliz, feliz, feliz
Onde eu nasci
Ham
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem o seu lugar

Diversão hoje em dia não podemos nem pensar
Pois até lá no baile eles vem nós humilhar
Ficar lá na praça que era tudo tão normal
Agora virou moda violência no local
Pessoas inocentes que não tem nada haver
Estão perdendo hoje o seu direito de viver
Nunca vi cartão postal que se destaca uma favela
Só vejo paisagem muito linda e muito bela
Quem vai pro exterior da favela senti saudade
O gringo vem aqui não conhece a realidade
Vai pra zona sul pra conhecer água de cocô
E pobre na favela passando sufoco
Trocaram a presidência uma nova esperança
Só o fim da tempestade agora eu quero abonança
O povo tem a força só precisa descobrir
Se lá eles não fazem nada faremos tudo daqui

Vamos lá

Eu quero ouvir

Eu só quero e ser feliz
Andar tranquilamente
Na favela onde eu nasci
É...
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem seu lugar

Mas eu só quero
E ser feliz, feliz, feliz, feliz, feliz
Onde eu nasci
Ham
E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem o seu lugar

E poder me orgulhar
E ter a consciência
Que o pobre tem seu lugar

Não Me Bate Doutor Cidinho e Doca
mais nao me bate doutor
porque eu sou de batalha
eu acho q o senhor ta cometendo uma falha
se dançamos funk eh porque somos funkeiros
da favela carioca flamenguistas brasileirosX2
apanhei do meu pai, apanhei da vida
apanhei da policia, apanhei da midia
quem bate sim se acha certo
quem apanha ta errado
mais nem sempre meu senhor as coisas vão por esse lado
violencia so gera violencia irmao
quero paz quero festa funk eh do povao
ja cançei de se visto com descriminaçao
lá na comunidade funk eh diversao
hj eu to na parede ganhando uma geral
se eu cantasse outro estilo isso naão seria igual
refrao
hj eu tenho um pedido pra fazer pra Deus
pai olhai os irmaos filhas e filhos teus
prejuizo desemprego diferença social
classe alta bem classe baixa mal
pq td q acontece no rj a culpa cai todinha
na conta dos funkeiros
e se um mar de rosas vira um mar de sangue
vc pode ter certeza vão bota a culpa no funk
refraoX2
na favela carioca flamenguistas brasileiros

Onde É Que Está? Mano Teko
Ligue alto seu rádio
e sintonize no que há de bom
é funk que rola no seu som
dos quatro cantos eu convoco
quem está fechado, dá um sinal
dizendo firmeza, na moral

Nesse momento, diferença, se existiu?
ela ficou pra trás
no funk queremos sempre mais
seja montagem, rap ou melody?
o fato, que o funk é um só
difere, é o nosso som melhor

quem hoje curte o lazer?
não viu o kaô que passamos
o certo é nós colhermos
fomos nós que plantamos
em BH e Vitória
Rio, Baixada Santista
Pow não somos paraquedistas

Onde é que está? (2x)
Funkeiro que não é de moda
Onde é que está? (2x) maninho
só pra quem gosta

o braço joga
funkeiro que não é de moda

Pra Sempre Favela MCs Junior e Leonardo
Tudo que a favela me ensinou,
Tudo que lá dentro eu aprendi,
Vou levar comigo a onde eu for,
Vou na humildade procurando ser feliz

Mesmo com tanta dificuldade
Tantos preconceitos que eu já sofri
Só quero cantar a liberdade
Esse é o trabalho do MC

Levar a voz das comunidades
Aonde o nosso Funk atingir
Pois o favelado de verdade
Vai ser favelado mesmo se sair dali.

Refrão:
Por isso Sou favela
Eu fui e sempre serei favela

Sei que na favela a chapa é quente
Pois lá já perdi vários irmãos
Por isso o nosso papo é diferente
Sem apologia crime, droga ou facção

Pregamos a união das favelas
Sabemos a força que todas elas juntas têm
Por isso que vou em todas elas
Vou sem simpatia sem descriminar ninguém

E são tantas as comunidades
Pena não ter tempo de falar todas aqui
Mas vai um abraço na humildade
De de 2 favelados
Junior e Leonardo MCs

Refrão:
Por isso Sou favela
Eu fui e sempre serei favela


Não dá para colocar todas, mas essas representam muito bem o espírito do Funk.

Créditos Texto: Claudia Duarcha

"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contato. Serão prontamente removidas".