Praça XV

01:21

Roda de funk marca protesto contra a criminalização dos funkeiros

Associação dos Profissionais e Amigos do Funk (APAFunk) realizam, nesta sexta-feira, uma roda de funk ao nível do mar, na Praça 15, Centro do Rio. O evento acontece quase um mês depois da polêmica roda de funk que reuniu mais de 500 pessoas no Morro Santa Marta, em Botafogo.

A roda também antecede a realização de uma audiência pública da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos da Assembléia Legislativa, na próxima terça-feira, às 10h, sobre o preconceito contra o funk e as políticas pública em torno da questão.

As rodas fazem parte de atos político-culturais promovidos pela APAFunk em sua luta pelo reconhecimento do funk como manifestação cultural e contra a criminalização dos funkeiros.

O presidente da Comissão de Direitos Humanos, Marcelo Freixo (PSOL), apresentou um projeto de lei que prevê a revogação de lei estadual, de autoria do ex-chefe de Polícia Civil e deputado cassado Álvaro Lins, que tem servido de sustentação para a proibição, por parte da polícia, da realização de bailes funk nas favelas do Rio.

Outro projeto proposto por Marcelo Freixo tem o objetivo de garantir a liberdade do funk por meio do reconhecimento oficial do ritmo como manifestação cultural. A roda anterior, realizada no Santa Marta, chegou a ser anunciada e cancelada duas vezes por ordem da polícia antes de ocorrer de fato.

Créditos: Sidney Rezende

You Might Also Like

0 comentários

- Não serão aceitos comentários anônimos ou assinados com e-mail falso.

– Serão, automaticamente, descartados os comentários que contenham insultos, agressões, ofensas e palavras inadequadas.

– Serão excluídos, igualmente, comentários com conteúdo racista, calunioso, difamatório, injurioso, preconceituoso ou discriminatório.

– Os comentários publicados poderão ser retirados a qualquer tempo, em caso denúncia de violação de alguma das regras acima estabelecidas.

Like us on Facebook

Flickr Images

Frases