Entrevista com Bob Rum

27/06/2008 | comentários: 0
Sua música de maior sucesso foi o Rap do Silva. Essa música tem uma história real?
Antigamente, havia muitas brigas e mortos na saida dos bailes. “Silva” é o nome comum à maioria dos brasileiros. Quis alertar que também tinham muitos pais de família que curtiam os bailes.

Qual MC pode ser considerado o melhor cantor de Funk de todos os tempos?
Não digo o melhor cantor, mas o orgulho da nossa geração, com certeza, é o Buchecha.

O que você acha do Funk que segue uma linha mais pornográfica?
Falta de criatividade.

Você acha que a queda do Funk foi por causa da violência dos bailes de corredor?
Somou, mas os DJ’s, e as músicas que tocavam, com certeza, incentivaram.

Você acha que a pornografia e a violência andam de mãos dadas? Ambas podem prejudicar o Funk?
Também não é assim, tem muita gente que teve o sonho de cantar e conseguiu. A violência é coisa de caráter.

Você é casado? Tem filhos?
Sim, há 13 anos. Minha esposa é a Sandra e meus filhos são Lohan e Lohana.

No mundo do Funk, qual a história mais bonita/comovente que você já ouviu ou presenciou?
A primeira vez que fui na Xuxa.

Qual sua relação e opinião sobre os seguintes representantes do Funk:

Rômulo CostaIndependente de qualquer coisa, é um patriarca do Funk.

DJ MarlboroLuxemburgo do Funk! Talentoso, tem visão, mas às vezes esquece de alguns jogadores.

Verônica CostaSomou muito.

Alípio da Pipo’sMuito gente boa.

Castelo das PedrasAproveitador, nunca faz.

Equipe ZZA chave de entrada para as brigas nos bailes.

Disco DanceGuerreira.

Como é sua relação com os MC’s da nova geração?
Boa. Para os bons de coração.

Quais de suas músicas você acha que tem a melhor letra? E em qual das atuais você acredita mais para reencontrar o sucesso?
“Está Escrito” e a nova “Tchau, Tchau!”.

O que você acha dos RAPs proibidos?
Depende. Alguns dizem a realidade, outros são só para puxar o saco.

Quem deu a primeira oportunidade para você cantar em um baile?
Rômulo e Verônica Costa.

No tempo em que ficou afastado do Funk, o que fez, em que trabalhou?
Vivi dos aluguéis dos meus imóveis.

A que você atribui a queda que teve o Funk?
Letras bobas e os DJs que tocam muita porcaria. O povo é funkeiro, mas não é burro.

Galera, muito obrigado pelo espaço e pelo carinho de vocês que acreditam no Funk de raiz. Um forte abraço, Bob Rum.

Créditos: BricaBraque

"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contato. Serão prontamente removidas".