Baile funk não está proibido, diz comandante do Bope na Rocinha

17/11/2011 | comentários: 0

O comandante do Bope (Batalhão de Operações Especiais), coronel Renê Alonso, informou à comunidade da Rocinha, na zona sul do Rio, que os bailes funks não estão proibidos. O anúncio foi feito durante uma reunião realizada realizada na tarde desta quarta-feira, na quadra da rua 1, no interior da favela, com representantes da comunidade.

"Não estou aqui para proibir o que é legal. Agora, os serviços tem normas a seguir. Se o baile vai ser realizado é preciso ter autorização da prefeitura e dos órgãos competentes. Se isto é feito, o meu papel é dar segurança para a realização do baile", afirmou o coronel.

O primeiro encontro realizado entre homens do Bope e a comunidade contou ainda com a presença do vice-governador Luiz Fernando Pezão, secretários estaduais e municipais. Uma nova reunião foi marcada para o dia 24. Na ocasião, os representantes do poder público esperam ideias e pedidos dos moradores.

"Vocês ficaram 40 anos abandonados. Pelo menos, agora, vocês têm que ficar o resto da vida amparados. Queremos trazer para cá escolas técnicas e ensino superior à distância e um restaurante cidadão. Assim, serão gerados mais de mil empregos diretos para a Rocinha", garantiu o vice-governador Pezão.

O governo do Estado pretende distribuir até julho de 2012, 4.000 títulos de propriedade para os moradores da Rocinha.


Crédito: Correio Corumbá

"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contato. Serão prontamente removidas".