Aos funkeiros e às funkeiras que (en)cantam a cidade carioca!

16/09/2010 | comentários: 0

O funk carioca é hoje uma das maiores manifestações culturais de massa do Brasil e está diretamente relacionado aos estilos de vida e experiências da juventude de periferias e favelas. Trata-se de uma performance híbrida resultante de um intenso processo de apropriação, transformação, nacionalização e comodificação de ritmos da diáspora africana.

Considerando que as identidades são performances políticas de linguagem, este trabalho objetiva investigar como os atos de fala que definem os significados de raça, gênero e território constituem a identidade do funk – tanto da prática musical, quanto de seus sujeitos. Situado em um campo de estudos transdisciplinar, este estudo conjuga a análise lingüística e a interpretação etnográfica. Por meio de certa vivência nos bastidores do funk carioca, como também de um diálogo com os atos de fala encenados pelos artistas e pelas artistas de funk, mostro como essa prática musical propõe uma nova leitura sobre a cartografia social da cidade do Rio de Janeiro, que tanto desafia o racismo velado da sociedade brasileira, quanto reinventa novas identidades de raça e gênero.


Trecho tirado da tese "Funk-se quem quiser" no batidão negro da cidade carioca.

Drica Lopes

"Este texto é resultado de um trabalho de cinco anos. Porém, não posso dizer que ele é conseqüência, apenas, de um esforço individual. Muito pelo contrário, a minha pesquisa e o meu texto são o fruto de contribuições de diferentes pessoas que conheci nas mais distintas cidades em que vivi ao longo deste período. Pessoas que transformaram muitas idéias em semente plantada. É graças a elas que agora esta tese está aí para o que der e vier!"

Tese apresentada ao Curso de Lingüística do Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas, como requisito parcial para obtenção do título de Doutor em Lingüística.

Baixe a Tese "Funk-se quem quiser" no batidão negro da cidade carioca

Autora: Adriana Carvalho Lopes (Drica Lopes)

Orientador: Prof. Dr. Kanavillil Rajagopalan

Unicamp - Instituto de Estudos da Linguagem/2010

"Se você e/ou sua empresa possui os direitos de alguma imagem/reportagem e não quer que ela apareça no Funk de Raiz, por favor entrar em contato. Serão prontamente removidas".